Total de visualizações de página

16/07/12

É hora de trilhar novos caminhos


Do que ontem me parecia tão certo, hoje já não me resta nenhuma certeza.
Vagueio em busca de resposta as perguntas que me atormentam sem cessar
Mesmo sabendo que por mais que eu insista, não encontrarei resposta alguma.
Meu sono e sossego foram-me roubados e arrancados num solavanco tenebroso
Minha alma frágil e balançada agora padece de sede e fome de amor
De um amor sincero e puro que talvez nunca tenha vivido ou jamais viverei
Quando olhava em seus olhos eu estava certo em dizer que te amava
Hoje eu não sou capaz de dizer o mesmo,
Ainda que o que sinto por ti seja eterno
Amanhã talvez eu não o queira mais sentir
E vindo sobre ti à solidão e o desprezo
Então sentirás a falta que faz um verdadeiro amor
Sigo em frente e deixo para traz a saudade e a dor que um dia me causaste
As feridas que em meu peito por ti foram abertas, hoje são cicatrizadas a ferro
Minha dor e minha angustia não mais lhe devem ser expostas
Lagrimas me enchem os olhos mas secam-se ao vento dos caminhos que trilho
Todas as falsas esperanças que um dia me fizeste acreditar ficaram para traz
Agora vou seguir meu novo caminho sozinho, talvez seja o meu destino
Incerto do amanhã, a única certeza que tenho é que a felicidade me espera
E é em busca dela que eu saio agora, sem rumo e sem prumo
A encontrar-me comigo mesmo e ser feliz do outro lado
Se quiseres tentar a felicidade comigo, me de a mão e me siga
Ou então, acredite, serei muito feliz sem você.


Nenhum comentário: