Total de visualizações de página

02/06/2012

Amor de Primavera


Amorr.

.. intenso... imenso

Infinito sentimentos

cravado no peito.

Onde a dor da saudade

Vivendo no tempo

Que corre contra o vento

Que alimenta meu coração

Que trás na primavera

Lembrança de outrora

Como duas almas gêmeas

Em forma de beija-flor

Buscando o néctar do amor

Sentindo o perfume suave

Despendendo neste jardim intenso

Palco de nossas páginas escritas

Testemunho de juramentos

De juntos sempre ficar

E hoje de intenso a vazio

A lembrar tua partida

Sem dizer adeus

Venho te homenagear

Junto as flores a lembrança

No jardim da esperança


De quem me ensinou a amar

A quem fez feliz

Que hoje em sombras do passado

Dos vestígios deixados

Vive na saudade

De uma primavera feliz..(.primaveira)

Pequena!


Minha Doce Pequena!

Amar você, não e simplesmente um acaso!
Amar você, e o sentimento mais puro que coração não esconde!
Amar você, e ter a certeza que você e a minha vida, e a minha cara metade!
Amar você, e ter a confiança, respeito e o mais importante ter orgulho em
amar uma mulher como você, pequena mais ao mesmo tempo gigante.!
Amar você, e compará-las as mais lindas flores que existem neste mundo,
belas e raras!
Amar você, e lutar e lutar para fazer de você a mulher mais feliz deste
universo!
Amar você, e uma promessa que só há você na
minha vida!.
Amar você! Amar você!
Por isto que eu te amo
Minha pequena

Pedido de casamento


Minha querida,

desde que te conheci tive a certeza de que você surgira para ser a mulher da minha vida, para a minha vida toda. A única e eterna, a mais amada dentre todas as outras do mundo, aquela a quem eu deveria dedicar todo o meu carinho e atenção.
Passaram-se, dias, semanas e meses, e o tempo apenas reforçou a minha primeira opinião, pois você foi se mostrando, cada vez mais, a criatura mais doce e bela que o Criador colocou na face da terra.
Você me proporciona tudo o que eu poderia desejar encontrar em um ser humano, pois me dá carinho, conforto, atenção e tranqüilidade. Você me dá alegria a cada vez que sorri ou olha para mim, e me dá prazer a cada vez que toca a minha pele com suas mãos e com os seus beijos.
Eu sei que te amo e não sinto o peso de carregar todo este amor em meu coração porque, pelo contrário, é este amor que me dá força e coragem para suportar o peso de todos os contratempos e adversidades do dia a dia. Quando penso em você revitalizo o meu espírito e renovo os meus sonhosde futuro, e você sempre faz parte destes sonhos. Aliás, se não fosse assim, não seriam sonhos!
Tenho a certeza de que este período em que estamos juntos é o período mais belo e feliz que já vivi. Quando você surgiu veio preencher um espaço que eu nem desconfiava estar vazio, que eu nem imaginava existir. Hoje, olho para o passado e percebo o quanto a minha vida era oca, o quanto o meu cotidiano era sem graça e quanto tempo eu perdia em conversas vãs ou em outras atividades que não acrescentavam nada à minha essência.
O seu amor me transformou, e hoje faz com que eu entenda o mundo e as perspectivas futuras sob uma nova ótica, uma ótica que privilegia os esforços cooperados e o desejo de conquistar para, depois, dividir. Dividir com você, desfrutar com você o resultado das boas colheitas.
Por tudo isso, minha querida, é que eu preciso lhe fazer uma pergunta e espero que ela não lhe traga surpresa ou espanto, mas apenas alegria, como também me trará a maior alegria do mundo se eu tiver uma resposta positiva para ela... Quer casar comigo?

Um beijo grande de quem te ama sobre todas as coisas!((desconhecido))

História

Nossa História

Olhe para Baixo....































E em continuação, quero te dizer que tá vendo esse espaço em branco






























rsrs..































continua olhando































é sério































Ele está em branco porque nossa vida está sendo escrita ainda,

































e a cada dia que passa mais uma página virada se faz,





























espero contar essas historias loucas para nossos filhos..rsrsrs





























BJOSSSSSSSSSS AOS MONTESSSSSSSSSSSSSSSSSSS.

Te amo! rsrs mary oliveira

Só para estar junto de você...



As batidas do meu coração aceleram,
penso em você.
Em tudo que vivenciamos até agora,
em tudo que ainda nos resta vivenciar.
Nos sonhos que sonhamos,
nas juras de Amor.
Amor para mim é isso...
tem que pulsar!
Tem a paz que encontro no teu sorrir,
o calor exato das suas mãos.
Amor é essa calmaria que
encontro em você, quando falamos,
quando juntos estamos.
É ver a noite se tornar
madrugada de repente,
pelas horas não percebidas.
É ver a mesma noite se arrastar,
quando não vem.
Amor é ter você, durante e
em cada tarefa que concluo.
É ver você,
não importando muito
para onde vai o meu olhar...
Porque, geralmente, 
eles não enxergam o que olham,
sempre enxergam você.
É sentir você em cada algo que toco,
amar você é isso aqui,
enquanto você aí,
eu aqui...
Escrevendo do meu amor por ti,
só para estar junto de ti.
..desconhecido.

Entenda e perdoe o meu ciúme.


Meu amor,

sei que algumas das minhas atitudes lhe deixam bastante aborrecida e sei que você tem razão de se aborrecer com este meu ciúme doentio. Sei que o pior veneno para uma relação afetiva é o ciúme e tento me controlar, mas muitas vezes não consigo...
Gostaria de fazê-la entender que é doloroso carregar este tipo de sentimento. Não se trata exatamente de desconfiança ou suspeita em relação a você, é mais do que isso, infelizmente. Porque este sentimento brota independente do meu desejo, é algo patológico, como uma doença; e se é ruim para você suportá-lo, também me causa muito sofrimento conviver com ele.
Gostaria que você entendesse que a pessoa ciumenta, por mais que tente, não consegue raciocinar diante de algumas situações e, principalmente, se controlar diante de pequenas dúvidas. Para alguém ciumento como eu, as mínimas suspeitas ganham uma dimensão fantástica e delirante, doentia mesmo. Quando sou acometido de ciúme, o limite entre imaginação e certeza se torna muito tênue, e eu sofro demais!
Sei que isto é muito ruim, sei que é péssimo para nós dois, mas peço-lhe para ter um pouco mais de paciência, pois eu vou procurar ajudar para tentar me livrar deste mal. Prometo!

Um beijo de quem te ama e quer sempre zelar por você!...desconhecido

Esta é só para você


Sabe aquela coisa boa? Que quando paramos pra pensar, acabamos vendo que isso só acontecia na infância?
Então, você me deixa feliz como quando eu era criança e acreditava nas pessoas.
Você me faz sorrir, só de ouvir você dizendo que gosta de estar junto a mim.
Diante de tantas confissões, porque não dizer que você é a energia que me faz gostar de viver.
E ainda dizer que você me faz esquecer tudo de ruim que passei em meu viver.
E é por isso que quero lhe dizer, que AMO você!.. mari oliveira

A Saudade

A saudade é um sentimento ardil
Na realidade dolorosa da vida saudade é a lembrança
A lembrança que faz com que o coração se encha novamente
Sentimos-nos por completo
A realidade chega impactando
E a saudade machuca de novo
A tristeza aumenta por não podermos mais ter a pessoa amadaaqui
Sentimos tristeza pelas pessoas que não tiveram a chance de conhecê-la
Sentimos felizes por termos vivido com tal pessoa especial
Nosso coração ampara-se
Mas, vai ser no vazio da solidão que sempre as esperaremos
Com os braços abertos
E os lábios cheios de desejo
Enfim sinto meu corpo ao seu
Te abraço, beijo, mato minha saudade
Mato como ela me matou de tanto amor.
Autoria: Carine Ueda

Memórias do coração


 

Ver-te nesse sol que me concerta. Respirar a felicidade. Senti-la entrar na sombra e ofuscar o negro tingido. Leio as memórias do coração. Os meus olhos nos teus. Ver-te sem nevoeiro. Olhar para dentro de ti: conhecer-te. E tenho a carícia a agradecer as lágrimas que se foram. E vive-me o calor de sorrir. Sorriso verdadeiro. Meu. Teu. Nosso: nos lábios um do outro. Espelha-se as conversas: a vontade de presença. E estou a sorrir ao ler-te de novo. Ao saborear nos lábios o alívio. Ao abraçar no olhar o amor. Ao sentir o coração ressuscitar de felicidade. Sorrio pelo sorriso que nos pertence. Pela beleza de te ter comigo. Estás no coração que é aceite pelo pensamento.((desconhecido))

“DEUS TE AMA DEMAIS…”



Deus acredita tanto em você que Ele depositou uma porção do Seu divino potencial em você. Mesmo que ninguém mais no mundo acreditasse em você, Deus acredita, e com essa confiança, você pode fazer qualquer coisa que Ele quer que você faça. Eu o incentivo a descobrir qual é o seu potencial e começar a desenvolvê-lo. Não espere até que todas as condições sejam perfeitas – faça algo agora. Comece cultivando as sementes divinas da habilidade de Deus que se encontram dentro de você. Se você não sabe com certeza quais são elas, descubra o que você mais gosta de fazer, coisas que você tem talentos naturais e dons para realizar. Comece a treinar-se nessas áreas. Se você gosta de escrever músicas, histórias, ou poesia, desenvolva o seu dom. Organize sua vida de forma que você terá horários regulares para escrever e estudar as regras de gramática. Se você sabe que pode cantar, então Dpratique, aprenda música, e desenvolva sua voz através de treinamento vocal. Se você gosta de desenhar ou pintar e tem talento nesta área, separe um tempo para praticar e aprender sobre cores, estilos artísticos e técnicas. Se você sabe que tem um talento para negócios, uma habilidade para ganhar dinheiro, então estude, vá para a escola, e aprenda com aqueles que já tem sucesso nisso. Seja qual for o seu dom ou chamado, confie-o ao Senhor, ore por suas bênçãos, e comece a desenvolvê-los. Lembre-se, seu tempo está nas mãos de Deus, e Ele torna todas as coisas belas em seu devido tempo. Faça uma decisão agora mesmo de que você não ficará satisfeito com nada menos do que você pode ser!
Joyce Meyer Magazine

“QUANDO ME AMEI DE VERDADE…”


Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato. E então, pude relaxar. Hoje sei que isso tem nome… Auto-estima. Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades. Hoje sei que isso é… Autenticidade. Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento. Hoje chamo isso de… Amadurecimento. Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo. Hoje sei que o nome disso é… Respeito. Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável… Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que se chama… Amor-próprio. Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro. Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo. Hoje sei que isso é… Simplicidade. Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes. Hoje descobri a… Humildade. Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece. Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é… Plenitude. Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada. Tudo isso é… Saber viver!
Charles Chaplin 

Pela luz dos olhos teus (Vinicius de Moraes)

http://4.bp.blogspot.com/_nTLGolfWMlk/SznfZX_bZmI/AAAAAAAAAMU/OVB-9UlPXwY/s320/olhos.jpgPela luz dos olhos teus  
Quando a luz dos olhos meus
E a luz dos olhos teus
Resolvem se encontrar
Ai que bom que isso é meu Deus
Que frio que me dá o encontro desse olhar
Mas se a luz dos olhos teus
Resiste aos olhos meus só pra me provocar
Meu amor, juro por Deus me sinto incendiar

Meu amor, juro por Deus
Que a luz dos olhos meus já não pode esperar
Quero a luz dos olhos meus
Na luz dos olhos teus sem mais lará-lará
Pela luz dos olhos teus
Eu acho meu amor que só se pode achar
Que a luz dos olhos meus precisa se casar.

Há palavras que nos beijam

http://3.bp.blogspot.com/-UhhZKdUR2a8/TixyiX9C7AI/AAAAAAAABq4/wFiMLiLvFSk/s1600/beijo-desenho.jpg
Há palavras que nos beijam
Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

É urgente o amor

http://2.bp.blogspot.com/_SYOL3uH6scM/TSJkodMIXYI/AAAAAAAAAHg/DQ2QEJwX__k/s1600/amor.jpg
É urgente o amor
É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.

O Amor é Algo Que..


Amor é algo que se sente independente da vontade de alguém e é um sentimento muito pessoal é como uma impressão digital por isso não existirão nunca dois amores iguais.

Amor não é para ser entendido nem correspondido;
Amor é para ser vivido compartilhado.
Nunca cobrado,
Sempre oferecido.

Ao mesmo tempo em que se parece com um pássaro arredio e desconfiado,
porque parece nos abandonar as vezes sem que nos tenhamos dado conta.

Amor é muito confundido,
às vezes por não conhecermos a fundo o nome de outros sentimentos
confundimos muito do que sentimos com amor ou com a falta dele.

Mas é impossível.
Sem ele não há vida,
não haveria sorrisos,
nem tantas outras coisas que julgamos boas,
mas que só existem por causa da existência do Amor.♥♥

Pedido de perdão


 

Quero tanto poder te abraçar, sentir seu cheiro, encostar meus lábios nos seus tudo de novo. Minha vida era completa e eu não sabia, o amor que sentia por você era puro e verdadeiro e por um momento achei que uma aventura momentânea iria me fazer mais feliz.

Peço minhas humildes descupas por ter te feito chorar e ter feito tudo aquilo com você, acredito que a confiança que você depositou em mim foi perdido.

Mas eu quero te reconquistar em todos os sentidos, eu quero ser feliz ao seu lado.

Meu amor peço um milhão de desculpas por ter feito você sofrer, tudo vai ser melhor do que antes.

Hoje eu descobri que você é a mulher da minha vida, hoje e sempre.((m@rio))

Esta manhã encontrei o teu nome

http://1.bp.blogspot.com/-FiAx8EbDOGg/TdcD1BcxogI/AAAAAAAAAtY/i6aIPLltN-8/s1600/sonho7.jpg
Esta manhã encontrei o teu nome
Esta manhã encontrei o teu nome nos meus sonhos
e o teu perfume a transpirar na minha pele. E o corpo
doeu-me onde antes os teus dedos foram aves
de verão e a tua boca deixou um rasto de canções.

No abrigo da noite, soubeste ser o vento na minha
camisola; e eu despi-a para ti, a dar-te um coração
que era o resto da vida - como um peixe respira
na rede mais exausta. Nem mesmo à despedida

foram os gestos contundentes: tudo o que vem de ti
é um poema. Contudo, ao acordar, a solidão sulcara
um vale nos cobertores e o meu corpo era de novo
um trilho abandonado na paisagem. Sentei-me na cama

e repeti devagar o teu nome, o nome dos meus sonhos,
mas as sílabas caíam no fim das palavras, a dor esgota
as forças, são frios os batentes nas portas da manhã.
    Maria do Rosário Pedreira

O Que Não é Amor...

 

 

 


Já se falou tanto em amor, amizade e paixão...
Que tal falarmos do que não é amor?

Se você precisa de alguém para ser
 feliz,
isso não é amor.
É CARÊNCIA.

Se você tem ciúme, insegurança
e faz qualquer coisa para conservar alguém ao seu lado,
mesmo sabendo que não é
 amado,
e ainda diz que confia nessa
 pessoa,
mas não nos outros, que lhe parecem todos rivais,
isso não é amor.
É FALTA DE AMOR PRÓPRIO.

Se você acredita que "ruim com ela(e), pior sem ela(e)",
e sua vida fica vazia sem essa pessoa;
não consegue se imaginar sozinho
e mantém um relacionamento que já acabou
só porque não tem vida própria
- existe em função do outro -
isso não é amor.
É DEPENDÊNCIA.

Se você acha que o ser amado lhe pertence;
sente-se dono(a) e senhor(a) de sua vida e de seu corpo;
não lhe dá o direito de se expressar,
de ter escolhas, só para afirmar seu domínio,
isso não é amor.
É EGOÍSMO.

Se você não sente desejo; não se realiza sexualmente;
prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa,
porém sente algum prazer em estar ao lado dela,
isso não é amor.
É AMIZADE.

Se vocês discutem por qualquer motivo;
morrem de ciúmes um do outro
e brigam por qualquer coisa;
nem sempre fazem os mesmos planos;
discordam em diversas situações;
não gostam de fazer as mesmas coisas ou ir aos mesmos lugares,
mas sexualmente combinam perfeitamente,
isso não é amor.
É DESEJO.

Se seu coração palpita mais forte;
o suor torna-se intenso;
sua temperatura sobe e desce vertiginosamente,
apenas em pensar na outra pessoa,
isso não é amor.
É PAIXÃO.

Agora, sabendo o que não é amor,
fica mais fácil analisar, verificar o que está acontecendo e
procurar resolver a situação.
Ou se programar para atrair alguém por quem sinta carinho
e desejo; que sinta o mesmo por você,
para que possam construir um relacionamento equilibrado
no qual haja, aí sim, o verdadeiro e eterno amor.

Meu pai disse-me um dia:

"Filho... você terá três tipos de pessoa na sua vida:

- Um AMIGO,
aquela pessoa que você terá sempre em grande estima,
que você sabe que poderá contar sempre;
que bastará você insinuar que está precisando de ajuda
e a ajuda está sendo dada;

- Uma AMANTE,
aquela pessoa que faz o seu coração pulsar;
que fará com que você flutue
e nada importará quando vocês estiverem juntos;

- Uma PAIXÃO,
aquela pessoa que você amará,
desejará incondicionalmente,
às vezes nem lhe importando se ela lhe quer ou não,
e talvez ela nem fique sabendo disso.

Mas, se você conseguir reunir essas três pessoas numa só
- pode ter certeza meu filho:
- Você encontrou a felicidade
."((desconhecido))

Faz de conta...



Sim, faz de conta que hoje é ontem e que virás ao meu encontro com aquele mesmo sorriso cúmplice de tantas vezes. Um sorriso maroto, quase rindo do mundo.
Faz de conta que hoje é passado, antes de Abril, quando éramos malucos de pedra naquela loucura sã dos apaixonados e, irresponsáveis, éramos moleques nas escapadas furtivas em manhã inteiras, brincando na beira da praia, ou nos lugarzinhos afastados, onde, longe dos curiosos, das perguntas, podíamos nos descobrir, nos dar um ao outro, somarmos na divisão exatamente igual de um prazer que buscávamos com avidez, feito crianças, adolescentes, adultos, gente, humanos abençoados pela dita de conhecer caminhos do amor verdadeiro.
Faz de conta que acabamos de chegar. Mal fechei a porta e nos teus braços já estou dividindo contigo o primeiro abraço quase sufocante emoldurando um beijo voraz.
Faz de conta que me carregar nos braços, e, apenas me deito e já cubro a maciez do veludo moreno do teu corpo com minha fome e a minha sede, e sem deixar que meus lábios dos teus se afastem, me desfaço da tua roupa para o sagrado banquete do prazer.
Menino, homem, amigo, amado, amante, felino de botes certeiros...
"Deus, me dá um sinal...Ah, Cristo!"
Lembro-me da indecisão, do medo ante a vontade incontida da primeira vez.
E veio o sinal: o eclodir fantástico da mais sublime de todas as entregas.
A mais divina... e disseste-me: "Vem..." E fui como se nunca antes houvera ido para nenhum regaço, para nenhum aconchego, porque, nenhum, antes, fora tão abençoado como o teu.
Faz de conta que ainda estamos lá, e, inseridos no contexto daquela tarde, vemos nascer a primeira estrela e falamos, pela primeira vez, de eternidade, de para sempre.
"Se um dia eu não exitir, ainda assim continuarei a te amar, porque ficará a minha saudade e ela perpetuará o amor que sinto por ti..."
Faz de conta que ainda existimos um para o outro, e que ainda és a minha melhor rima de poesia constante de uma poeta romântica e apaixonada.
Faz de conta que ainda há crença nas juras que me fizeste, e nos sonhos que aceitei como imorredouros.
Faz de conta, que ainda me olhas e me perscrutas, me invades e me desmudas a alma, o espírito pelo avesso me põe para que nenhum segredo eu te oculte, nenhum mistério eu te esconda.
Faz de conta que estamos dividindo os mesmos gemidos, os mesmos gritos de prazer, o mesmo êxtase, com a mesma sede de um dia, com a mesma volúpia de outrora, e descansarmos no repouso igual depois da canseira comum dos amantes saciados, sobre a convivência de um quarto anônimo.
Faz de conta que ainda acredito nos sentimentos que me confessavas, porque ainda existe certeza do quanto te amei, do quanto ainda te amo...
Faz de conta , ah, faz de conta que aquela tarde nunca existiu, que aquele pressentimento se desfez num mau momento passageiro, que nunca houve aquela decisão, nem que houve decisão, nem que aquela decisão nunca foi tomada- à minha revelia...
Faz de conta que nunca houve um silêncio tão pesado, tão triste, a me roubar lágrimas que não pude conter depois do tiro de misericórdia, nas minhas esperanças nos meus sonhos, nos meus devaneios, nos meus castelos.
Faz de conta que nunca te pedi para ficar porque nunca te foste de mim... que o dia seguinte nunca chegou, que paramos no passado num mágico dia antes do dia seguinte, naquele presente distante, quando me fragmentei e vi pedaços de mim espalhados com maus sentimentos mais puros, mais caros, impossíveis de juntar, de vê-los e ver-me inteira outra vez...
Faz de conta, por favor, que nunca me deixaste sozinha e que nunca houve tanta mágoa, nem solidão nem vazio, nem tantas fantasmas a chorar comigo nessa loucura apavorante de "nunca mais", que nunca contei segundos até vê-los tranformados em dias inteiros de semanas e meses.
Faz de conta que meu grito de chamado é o eco do teu, que a minha espera é a tua vinda.
Faz de conta que nunca houve adeus...
Eu preciso fazer de conta tudo isso e muito mais para ser feliz nem que seja um dia, antes de escutar de vez a estória que fala de um final triste, que começa assim: " Era uma vez o fim..."

Faz de conta, só agora, só uma vez.(desconhecido)

Para alguém especial


Se te ama é tudo o que meu coração deseja,
Se teu
 sorriso é tudo o que meus olhos querem ver.
Nada mas resta além de você,
Além de mim, além de nós.

Ninguém além de mim, há de te
 amar tanto assim,
Nem em teu maior encanto.
Sinto
 saudade da sua pele, com a maciez da ceda,
De seus cabelos, com a leveza da Pluma,
De seu sorriso sem encanto longe do meu.

Será que te amar, é ter que te deixar partir
e espera para que um dia volte
Será que esquecer hoje, será mas
 fácil
que futuramente.

Em tão pouco tempo me encantaste,
me seduziu, te seduzir, me envolvi, te envolvi
me apaixonei, me enrolei te descobrir.

Apaixonar mas uma vez.
Como se amo você.
Fica só, será que é a melhor maneira de lutar contra um sentimento impossível.
Amar, acreditar, lutar e desejar, essas palavras ficaram para sempre gravadas
em minha vida.

Cada letra que escrevo, cada frase é você,
E sempre, pra sempre será você.
Você me faz escrever coisas imagináveis,
Pra você me entreguei por inteiro, sem medo,
só com o mas puro amor e desejo.

Que nosso amor dure para sempre,
superando cada pedra, cada espinho.
Vou te espera, dia apôs dia, ano apôs ano.
Se um dia você volta é porque nosso amor, ainda não teve f
im..(desconhecido)

Súplica

http://1.bp.blogspot.com/-csny9ZyyWrs/TpNIlCL_FVI/AAAAAAAAANQ/BJbAzXHfD9s/s1600/s%25C3%25BAplica.jpg
Súplica
Agora que o silêncio é um mar sem ondas,
E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas
Que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.
Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor
Durou.
Mas o tempo passou,
Há calmaria...
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria
Matar a sede com água salgada.

Miguel Torga

A maior solidão é a do ser que não ama (Vinicius de Moraes)

http://4.bp.blogspot.com/-xrf93qj_phM/TjAowhthdsI/AAAAAAAABd4/gERuqyR0EyM/s1600/solid%25C3%25A3o.JPG
A maior solidão é a do ser que não ama
A maior solidão é a do ser que não ama. A maior solidão é a dor do ser que se ausenta, que se defende, que se fecha, que se recusa a participar da vida humana.

A maior solidão é a do homem encerrado em si mesmo, no absoluto de si mesmo,
o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor, de amizade, de socorro.

O maior solitário é o que tem medo de amar, o que tem medo de ferir e ferir-se,
o ser casto da mulher, do amigo, do povo, do mundo. Esse queima como uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno. Ele é a angústia do mundo que o reflete. Ele é o que se recusa às verdadeiras fontes de emoção, as que são o patrimônio de todos, e, encerrado em seu duro privilégio, semeia pedras do alto de sua fria e desolada torre.

TUA LUA.

Eu sei e você sabe (Vinicius de Moraes)

http://spe.fotolog.com/photo/30/63/49/diessybg/1284332427984_f.jpg
Eu sei e você sabe
Eu sei e você sabe
Já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo levará você de mim
Eu sei e você sabe
Que a distância não existe
Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste
Por isso meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos
Me encaminham a você.

Assim como o Oceano, só é belo com o luar
Assim como a Canção, só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem, só acontece se chover
Assim como o poeta, só é bem grande se sofrer
Assim como viver sem ter amor, não é viver
Não há você sem mim
E eu não existo sem você!

Procura-se um amigo (Vinicius de Moraes)






http://blogamizade.blogs.sapo.pt/arquivo/kima126.jpg
Procura-se um amigo
Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da brisa. Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor.. Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar.

Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados. Não é preciso que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar. Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa. Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser o de amigo. Deve sentir pena das pessoa tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.

Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância. Precisa-se de um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade. Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.

Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.

Desejo primeiro

http://ultimosromanticos.com.br/wp-content/uploads/2012/03/Desejo2.jpg
Desejo primeiro
Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você sesentirá bem por nada.
Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
Eque pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga `Isso é meu`,
Só para que fique bem claro quem é o dono dequem.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar esofrer sem se culpar.
Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
Eque se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar.

Sérgio Jockyman

Eu sei, mas não devia

http://1.bp.blogspot.com/-HfgT9Hbn72M/TYlQOskTNnI/AAAAAAAAAVc/18ZCOeIRzg4/s400/Sao-versos-de-amor-amizade.jpg
Eu sei, mas não devia 
 Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.
A gente se acostuma a morar em apartamento de fundos
e a não ter outra vista que não seja as janelas ao redor.

E porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora.
E porque não olha para fora logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas.
E porque não abre as cortinas logo se acostuma acender mais cedo a luz.
E a medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.

A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado porque está na hora.
A tomar café correndo porque está atrasado.
A ler jornal no ônibus porque não pode perder tempo da viagem.
A comer sanduíche porque não dá pra almoçar.
A sair do trabalho porque já é noite.
A cochilar no ônibus porque está cansado.
A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra.
E aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja número para os mortos.
E aceitando os números aceita não acreditar nas negociações de paz,
aceita ler todo dia da guerra, dos números, da longa duração.

A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir no telefone: hoje não posso ir.
A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta.
A ser ignorado quando precisava tanto ser visto.
A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita.
A lutar para ganhar o dinheiro com que pagar.

E a ganhar menos do que precisa.
E a fazer filas para pagar.
E a pagar mais do que as coisas valem.
E a saber que cada vez pagará mais.
E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas que se cobra.

A gente se acostuma a andar na rua e a ver cartazes.
A abrir as revistas e a ver anúncios.
A ligar a televisão e a ver comerciais.
A ir ao cinema e engolir publicidade.
A ser instigado, conduzido, desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos.
A gente se acostuma à poluição.

As salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro.
A luz artificial de ligeiro tremor.
Ao choque que os olhos levam na luz natural.
Às bactérias da água potável.
A contaminação da água do mar.
A lenta morte dos rios.

Se acostuma a não ouvir o passarinho, a não ter galo de madrugada, a temer a hidrofobia dos cães,
a não colher fruta no pé, a não ter sequer uma planta.
A gente se acostuma a coisas demais para não sofrer.

Em doses pequenas, tentando não perceber, vai se afastando uma dor aqui,
um ressentimento ali, uma revolta acolá.
Se o cinema está cheio a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço.
Se a praia está contaminada a gente só molha os pés e sua no resto do corpo.

Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana.
E se no fim de semana não há muito o que fazer a gente vai dormir cedo
e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado.

A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele.
Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se
da faca e da baioneta, para poupar o peito.
A gente se acostuma para poupar a vida que aos poucos se gasta e, que gasta,
de tanto acostumar, se perde de si mesma. 

Marina Colasanti

O último poema (O último poema)

http://nilodeitos.files.wordpress.com/2011/01/amor-e-amizade.jpg
O último poema
Assim eu quereria o meu último poema.
Que fosse terno dizendo as coisas mais simples e menos intencionais
Que fosse ardente como um soluço sem lágrimas
Que tivesse a beleza das flores quase sem perfume
A pureza da chama em que se consomem os diamantes mais límpidos
A paixão dos suicidas que se matam sem explicação.

Fanatismo

http://barzinhodopoeta.files.wordpress.com/2011/03/religic3a3o-fanatismo.jpg
Fanatismo
Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida.
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer razão do meu viver
Pois que tu és já toda a minha vida!
...

E, olhos postos em ti, digo de rastros:
«Ah! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus: Princípio e Fim!...»

Florbela Espanca 

ALMA

BILHETE (Mario Quintana )

http://www.corujando.com.br/imagens/2008/junho/selo-partic-bilhete.gif
BILHETE
Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...
Mario Quintana

O TEMPO

VIDA

DURANTE A NOSSA VIDA: Charles Chaplin



Conhecemos pessoas que vem e que ficam,
Outras que, vem e passam.
Existem aquelas que,
Vem, ficam e depois de algum tempo se vão.
Mas existem aquelas que vem e se vão com uma enorme vontade de ficar...

A PÁLIDA LUZ DA MANHÃ DE INVERNO: Fernando Pessoa


A pálida luz da manhã de Inverno
O cais e a razão
Não dão 'mais esperança, nem menos esperança"
sequer.
Ao meu coração
O que tem que ser
Será, quer eu queira que seja ou não.

No rumor do cais, no bulício do rio
Na rua a acordar
Não há mais sossego, nem menos sossego sequer,
Para o meu esperar.
O que tem que não ser
Algures será, se o pensei; tudo é mais sonhar'.

O meu tempo (Arnaldo Antunes)

http://1.bp.blogspot.com/-tC8rTqyF4ns/TlqT8AjxzbI/AAAAAAAAAN8/xt_MDhCg0d8/s1600/relogio-com-ampulheta.jpg
O meu tempo

O meu tempo não é o seu tempo.
O meu tempo é só meu.

O seu tempo é seu e de qualquer pessoa, até eu.

O seu tempo é o tempo que voa.
O meu tempo só vai onde eu vou.

O seu tempo está fora, regendo.
O meu dentro, sem lua e sem sol.

O seu tempo comanda os eventos.
O seu tempo é o tempo, o meu sou.

O seu tempo é só um para todos,
O meu tempo é mais um entre muitos.

O seu tempo se mede em minutos,
O meu muda e se perde entre outros.

O meu tempo faz parte de mim,
não do que eu sigo.

O meu tempo acabará comigo
no meu fim.

Deixa o sol saber em seu corpo


 
deixa o sol saber em seu corpo
nos limites da pele
 
um carinho

atalho até sua boca outro beijo
sabe-se da vontade
um corte

anda-se nos astros por destino
o que é recusado
um desejo

então falar com a leveza da luz
com a leveza da alma
o amor


((Clarice))

Mensagens e frases>>>Miguel Falabella

http://1.bp.blogspot.com/-GyRJiGr6JrM/TtJz5-L_KJI/AAAAAAAAAlU/ulfBz-8AHhw/s400/761593dc14b3685a78d7f1d308271f5e.jpg“Nunca e sempre são duas palavras que só deviam existir nos contos de fadas. São palavras que fazem parte de promessas geralmente impossíveis de serem cumpridas.
Mas como é bom ouvi-las, não é mesmo? Graças a elas não sentimos tanto medo e insegurança quando o futuro parece tão incerto...”


Cada um de nós escreve com cuidado o capitulo da propria vida,
mas nem todos nós somos capazes de le-los com os olhos do coração.
Porque quando entendemos uma passagem desse livro, quando percebemos
que ela está ali por algum motivo maior, então ela é muito mais do que um amontoado
de palavras ou acontecimentos. Ela passa a fazer parte daquilo que somos na essência.


''A noite é curiosa! Quando ela chega, traz sempre uma ideia de acerto de contas junto com ela: O que foi que eu fiz com esse dia que acaba de terminar? Ajudei alguém? Estendi a mão? Aceitei o amor que me bateu á porta? Mesmo que a gente não perceba, no fim de todo dia, lá no fundo, bem no íntimo, as contas começam a ser feitas. Essa, pelo visto vai se uma noite longa!''

Poema: Saudade doi (Miguel Falabella)

 http://1.bp.blogspot.com/_GzkIxDbpJl8/TQfSgUbKG4I/AAAAAAAAAWs/BOMjCl8RtUM/s1600/mulher%2Btriste.png
SAUDADE DOI

Trancar o dedo numa porta dói.

Bater com o queixo no chão dói.
Torcer o tornozelo dói.
Um tapa, um soco, um pontapé, doem.
Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua,
dói cólica, cárie e pedra no rim.
Mas o que mais dói é a saudade.

Saudade de um irmão que mora longe.

Saudade de uma cachoeira da infância.
Saudade de um filho que estuda fora.
Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais.
Saudade do pai que morreu, do amigo imaginário que nunca existiu.
Saudade de uma cidade.
Saudade da gente mesmo, que o tempo não perdoa.
Doem essas saudades todas.

Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama.

Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença, e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ela no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá.
Você podia ir para o dentista e ela para a faculdade, mas sabiam-se onde.
Você podia ficar o dia sem vê-la, ela o dia sem vê-lo, mas sabiam-se amanhã.
Contudo, quando o amor de um acaba, ou torna-se menor,
Ou quando alguém ou algo não deixa que esse amor siga,
Ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é basicamente não saber.
Não saber mais se ela continua fungando num ambiente mais frio.
Não saber se ele continua sem fazer a barba por causa daquela alergia.
Não saber se ela ainda usa aquela saia.
Não saber se ele foi na consulta com o dermatologista como prometeu.
Não saber se ela tem comido bem por causa daquela mania
de estar sempre ocupada;
se ele tem assistido às aulas de inglês,
se aprendeu a entrar na Internet
e encontrar a página do Diário Oficial;
se ela aprendeu a estacionar entre dois carros;
se ele continua preferindo Malzebier;
se ela continua preferindo suco;
se ele continua sorrindo com aqueles olhinhos apertados;
se ela continua dançando daquele jeitinho enlouquecedor;
se ele continua cantando tão bem;
se ela continua detestando o MC Donald's;
se ele continua amando;
se ela continua a chorar até nas comédias.

Saudade é não saber mesmo!

Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos;
não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento;
não saber como frear as lágrimas diante de uma música;
não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.
Saudade é não querer saber se ela está com outro, e ao mesmo tempo querer.
É não saber se ele está feliz, e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso...
É não querer saber se ele está mais magro, se ela está mais bela.
Saudade é nunca mais saber de quem se ama, e ainda assim doer;

Saudade é isso que senti enquanto estive escrevendo e o que você,

provavelmente, está sentindo agora depois que acabou de ler...
Miguel Falabella