Total de visualizações de página

07/04/12

Proposta quase indecente do coração...


Proposta quase indecente do coração...

Após ter ouvido canções de Amor antigas que para mim(nós) não foram feitas,
Lembrei que lá fora a canção da chuva à cair refletia sua lembrança,
Certifiquei-me que mesmo tentando nem todos os dias minha vida não é perfeita;
Perfeita seria contigo ao meu lado num Amor adulto com olhos de criança...

Parte de minha inocência que o tempo levou e trouxe a maturidade,
Ainda quero resgatar quando andar contigo novamente de mãos dadas,
Tenho o sonho de pisar novamente naquela praia e sentir de novo felicidade;
De ter no céu a lua e as estrelas e ao meu lado minha doce Musa Amada...

Por triste ironia do destino (às vezes cruel) lá já retornamos sozinhos,
Digo isto porque em dias diferentes não era nem você nem eu que estava ao lado,
Mesmo que lá permaneça quase tudo igual pelos mesmos caminhos;
Tudo é diferente se na companhia não estiver quem é muito Amado...

O destino que ainda não nos proporcionou voltarmos juntos àquele local mágico,
Nos testa cada dia em manter mais viva esta saudade muito teimosa,
Procuramos o bem para nossas vidas e evitamos até algo trágico;
Porque se nos perdermos talvez nossa vida não será mais formosa...

Contudo quero aguardar que nós possamos sem "testemunhas" para lá voltar,
E diante de vistas desconhecidas revelar junto à natureza os nossos sentimentos,
Quero te levar para um lugar reservado onde quero meu Amor e meu Desejo demonstrar;
E aproveitar contigo bons e preciosos momentos...

Basta que planejemos um momento propício para este grande fato acontecer,
E sem nenhuma pressa desfrutarmos uma noite maravilhosa com tudo que temos direito,
O que eu não entendo agora é como vivemos(e ficamos) distantes sem um ao outro esquecer;
Guardando e conservando cada vez mais forte este nosso Amor dentro do peito...!

Nenhum comentário: